Acadêmicos- Diretoria

Flavio Leitao

Position: Atual da Cadeira 34 - Secretario Geral 2019/2020

FLÁVIO LEITÃ0

Francisco Flávio Leitão de Carvalho, nascido em Fortaleza/CE, em 21 de abril de 1939, filho do poeta e professor José Valdivino de Carvalho e da pianista Maria Adamir Leitão de Carvalho. É médico, neurocirurgião, Professor Adjunto IV aposentado da Faculdade de Medicina da UFC, tendo dezenas de publicações científicas em revistas brasileiras. Vem-se dedicando, desde 1993, à publicação de contos, na Antologia anual da SOBRAMES (Sociedade Brasileira de Médicos Escritores). É Membro Efetivo da Academia Cearense de Letras – ACL (10/01/17); Membro Fundador Vitalício da Cadeira nº 5 da Academia Cearense de Médicos Escritores – ACEMES (29/10/15); Membro Efetivo da Academia de Letras e Artes do Nordeste – ALANE (21/10/15); Membro da Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza – AMLEF (16/05/09); Membro da Sociedade Brasileira de Bibliófilos (04.09.2002); Membro Titular da Academia Cearense de Medicina (23/08/02). Publicou: A Ventura de Gamalielzinho & Outros Contos (2016); Retórica de Circunstâncias (2016); História da Neurologia e da Neurocirurgia no Ceará (2009); Algumas Achegas à História da Neurologia Cearense, in História da Neurologia no Brasil. É Membro Emérito da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia, do Conselho Regional de Medicina do Estado do Ceará e tem a Comenda do Mérito Médico do Curso de Medicina da Unifor (Universidade de Fortaleza).

Flavio Leitao

Atual da Cadeira 34 - Secretario Geral 2019/2020

FLÁVIO LEITÃ0 Francisco Flávio Leitão de Carvalho, nascido em Fortaleza/CE, em 21 de abril de 1939, filho do poeta e professor José Valdivino de Carvalho e da pianista Maria Adamir Leitão de Carvalho. É médico,...

Noemi Elisa Aderaldo

Position: Atual da Cadeira 33 - Diretora de Publicacao 2019/2020

Noemi Elisa Costa de Soriano Aderaldo nasceu em Fortaleza em 7 de maio. Licenciada pela Faculdade de Letras da Universidade Federal do Ceará, em 1964. Fez os seguintes cursos de extensão: Literatura Brasileira, na UFC; Historia da Cultura Portuguesa, na Universidade de Brasília; e Filosofia de Platão, História da Arte e Língua e Literatura Luso-Brasileira, na Universidade de Lisboa. Tem curso de aperfeiçoamento em Metodologia do Ensino Superior, na UFC e mestrado na Universidade de Brasília. Dedicou-se ao magistério, tendo sido professora do Colégio Estadual do Ceará, da Fundação Educacional do Distrito Federal, do Centro Brasileiro de Estudos Portugueses e professora extraordinária da Universidade Federal de Minas Gerais. Foi professora de Língua Portuguesa da UFC, coordenadora de atividades de extensão e dos Encontros Literários do Departamento de Literatura.
Ensaísta, com trabalhos publicados em revistas culturais e antologias. Horácio Dídimo assim se refere sobre seus trabalhos que “não apenas mantêm-se fiel a sua visão do mundo, mas a revela com nitidez nas palavras metapoéticas que marcam a sua travessia literária”. Publicações: O Franciscanismo na obra de Eça de Queirós, dissertação de mestrado; Nos caminhos da literatura, ensaios, 1983; Mar e sertão: aproximações entre Fernando Pessoa e Guimarães Rosa, 1992; Transpondo os umbrais da Academia, em colaboração com César Barros Leal, 2007; Laudas acadêmicas; A obra poética de Luciano Maia, 2011. Entre seus ensaios merecem destaque: Reflexões sobre a Universidade da vida; Sobre Eros e Psiquê de Fernando Pessoa; A dialética platônica; Simbologia do fantástico em Murilo Rubião; Simbologia do fogo em Mário de Sá Carneiro; Contribuição para o ulterior esboço de uma Teoria Literária da Catábase; O Complexo do Barroco e sua Floração em Portugal – Vieira; O Classicismo e a síntese Camoniana; Natureza e Raízes do movimento Simbolista: Camilo Pessanha; Relevância do estrato mítico-literário; A Dimensão Mito-Poética do Amor; O mito da Águas; Uma criação Singular: Marly Vasconcelos.
Ingressou na Academia Cearense de Letras no dia 15 de agosto de 1988, ocasião em que foi saudada pelo acadêmico Horácio Dídimo. Ocupa a cadeira 33, vaga com o falecimento do poeta Otacílio Colares, cujo patrono é o escritor Rodolfo Teófilo. Há vários anos preside a Comissão de Redação da Revista da Academia Cearense de Letras.

Referências:
AZEVEDO, Sânzio de, org. Antologia da Academia Cearense de Letras: edição do centenário. – Fortaleza: ACL, 1994. p. 342-343;
CARVALHO, Francisco. Mar e sertão: aproximações entre Fernando Pessoa e Guimarães Rosa, de Noemi Elisa Aderaldo. Rev. da Academia Cearense de Letras, Fortaleza, v. 95, n. 51, p. 92-95, 1995/1996;
DÍDIMO, Horácio. Nos caminhos da escritora Noemi Elisa Soriano Aderaldo. Rev. da Academia Cearense de Letras, Fortaleza, v. 92, n. 47, p. 212-215, 1987/1988.

Noemi Elisa Aderaldo

Atual da Cadeira 33 - Diretora de Publicacao 2019/2020

Noemi Elisa Costa de Soriano Aderaldo nasceu em Fortaleza em 7 de maio. Licenciada pela Faculdade de Letras da Universidade Federal do Ceará, em 1964. Fez os seguintes cursos de extensão: Literatura Brasileira, na UFC; Historia da Cultura Portuguesa,...

Linhares Filho

Position: Atual da Cadeira 30 - Diretor de Patrimonio 2019/2020
Por José Murilo Martins
in POETAS DA ACADEMIA CEARENSE DE LETRAS
LINHARES FILHO
José Linhares Filho nasceu em Lavras da Mangabeira, Ceará, no dia 28 de fevereiro de 1939.
Graduado em Letras pela Universidade Federal do Ceará, onde fez cursos de especialização e aperfeiçoamento.
Mestre em Literatura Portuguesa e doutor em Letras Vernáculas (área de Literatura Portuguesa) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.
É professor titular de Literatura Portuguesa da Universidade Federal do Ceará, ministrando também Literatura Brasileira.
Foi coordenador da Casa de Cultura Portuguesa, do curso de pós-graduação em Letras da UFC (1993), editor da Revista de Letras e pesquisador do Instituto de Língua e Cultura Portuguesa em Lisboa.
Professor visitante na Universidade de Colônia e na Universidade Técnica de Aachen, Alemanha.
Ensaísta e poeta, cuja poesia é elogiada por intelectuais de grandes méritos.
Sânzio de Azevedo a propósito de um dos seus livros diz: “… ele é poeta, senhor do verbo e do verso, pastor de metáforas e recriador do mundo…” Faz parte do Grupo SIN de Literatura e de várias entidades culturais. Obras poéticas: Sumos do tempo, 1968; Voz das coisas, 1979; Frutos da noite de trégua, 1983; Tempo de colheita, 1987; Andanças e marinhagens, 1993; Rebuscas e reencontros, 1996; Itinerário: trinta anos de poesia, 1998; Notícias de bordo: poemas selecionados, 2006; e Cantos de fuga e ancoragem, 2007. Outras publicações: A metáfora do mar no dom Casmurro, 1978; A “outra coisa” na poesia de Fernando Pessoa, 1982; O poético como humanização em Miguel Torga, 1997; A modernidade da poesia de Fernando Pessoa, 1998; e O amor e outros aspectos em Drummond, 2002. Recebeu os prêmios: Estado do Ceará de Ensaio, em 1986 e de Poesia, em 1987. Detentor do diploma de Mérito Cultural, concedido pela Academia Brasileira de Filologia, Rio de Janeiro.
Ingressou na Academia Cearense de Letras no dia 23 de julho de 1980 na vaga deixada por Josaphat Linhares, ocasião em que foi saudado pelo acadêmico e contista Moreira Campos.
Ocupa a cadeira número 30, cujo patrono é Rocha Lima.
Sócio da Associação Internacional de Lusitanistas, da Associação Brasileira de Literatura Comparada, da Academia de Letras e Artes do Nordeste, CE, da Academia Lavrense de Letras, de que é presidente de honra e da Associação Brasileira de Bibliófilos.

Linhares Filho

Atual da Cadeira 30 - Diretor de Patrimonio 2019/2020

Por José Murilo Martins in POETAS DA ACADEMIA CEARENSE DE LETRAS LINHARES FILHO José Linhares Filho nasceu em Lavras da Mangabeira, Ceará, no dia 28 de fevereiro de 1939. Graduado em Letras pela Universidade Federal do...

Gilselda Medeiros

Position: Atual da Cadeira 28 - Diretora de Finanças 2019/2020

Giselda de Medeiros Albuquerque nasceu em Prata – Acaraú/CE, em 14 de julho. É sócia efetiva da Academia Cearense de Letras; Academia Cearense da Língua Portuguesa; Academia Fortalezense de Letras; Academia de Letras e Artes do Nordeste; Sociedade Amigas do Livro; União Brasileira de Trovadores – seção de Fortaleza e Ala Feminina da Casa de Juvenal Galeno. É Presidente de Honra da Associação de Jornalistas e Escritoras do Brasil e Sócia Emérita da Academia Feminina de Letras do Ceará.

É detentora de vários prêmios, dentre eles: II Prêmio Ceará de Literatura – 1995; XV Prêmio de Poesia Falada do Norte e Nordeste; Prêmio Osmundo Pontes de Literatura – 1999; Prêmio Henriqueta Lisboa pela Academia Mineira de Letras – 2003; Prêmio Domingos Olímpio de Literatura – 1998; Prêmio Literário Henriqueta Lisboa–Academia Mineira de Letras – 2003; Prêmio Lacyr Schettino – Academia Municipalista de Letras de Minas Gerais – 2003; Prêmio Lúcia Fernandes Martins de Poesia – Academia Cearense de Letras – 2008.

Obra publicada: Poesia: Alma Liberta (1986), Transparências (1989), Cantos Circunstanciais (1996); Tempo das Esperas (2000); Ânfora de Sol (2010). Prosa: Sob Eros e Thanatos (2002); Crítica Reunida (2007).

Foi Presidente Nacional da Associação de Jornalistas e Escritoras do Brasil – AJEB (2002-2006) e Presidente da Coordenaria do Ceará (1998-2008). Em 2002, foi aclamada Princesa dos Poetas do Ceará.

Gilselda Medeiros

Atual da Cadeira 28 - Diretora de Finanças 2019/2020

Giselda de Medeiros Albuquerque nasceu em Prata – Acaraú/CE, em 14 de julho. É sócia efetiva da Academia Cearense de Letras; Academia Cearense da Língua Portuguesa; Academia Fortalezense de Letras; Academia de Letras e Artes do Nordeste; Sociedade...

Juarez Leitao

Position: Atual da Cadeira 19 - Vice-Presidente 2019/2020
Por José Murilo Martins
in POETAS DA ACADEMIA CEARENSE DE LETRAS
JUAREZ LEITÃO
Juarez Fernandes Leitão nasceu a 11 de março de 1948 em Novo Oriente, Ceará.
Estudou nos Seminários de Sobral e de Fortaleza e, após desistir da carreira eclesiástica, cursou três anos da Faculdade de Direito da UFC. Bacharelou-se em História e Filosofia pela Universidade Estadual do Ceará, em 1976.
Seguiu o magistério como professor de História nos Colégios Lourenço Filho, Farias Brito, Batista, Sete de Setembro e cursos pré-vestibular, bem como, de Filosofia, Sociologia e Visão do Mundo Contemporâneo.
Na esfera política foi vereador de Fortaleza em duas legislaturas, suplente de senador e assessor político da Assembléia Legislativa do Ceará e da Câmara Municipal de Fortaleza.
Participou de vários grupos literários no nosso estado.
Foi membro Conselho Estadual de Cultura. Poeta, cronista, conferencista e historiador com várias obras publicadas: Urubu rosado, 1981; Tangenciais, 1987; Ignis, o inventário da paixão (poesias), 1993; Pelas ruas do mundo e da esperança, 1995, em parceria com Artur Eduardo Benevides; Padre Leitão, o cura da Ribeira do Curtume, 1999; Sábado, estação de viver, 2000; A praça do Ferreira, República do Ceará moleque, 2002; Futebol, ofício de paixão, 2002; Quixeramobim, 2003; O vaqueiro Gavião & outros causos da boca do mundo, 2004; O sabonete premiado & outras histórias de humor e espanto, 2005; e Ensino como quem reza. Vida e tempo de Filgueiras Lima, 2006.
Tem dez livros didáticos da sua especialidade. Ingressou na Academia Cearense de Letras no dia 14 de março de 1996, tendo sido saudado pelo acadêmico Teoberto Landim.
Ocupa a vaga deixada por Mozart Soriano Aderaldo, cadeira número 19, cujo patrono é José Albano.
É membro da Academia Cearense de Retórica, União Brasileira de Trovadores, União Brasileira de Escritores e Academia Fortalezense de Letras.

Juarez Leitao

Atual da Cadeira 19 - Vice-Presidente 2019/2020

Por José Murilo Martins in POETAS DA ACADEMIA CEARENSE DE LETRAS JUAREZ LEITÃO Juarez Fernandes Leitão nasceu a 11 de março de 1948 em Novo Oriente, Ceará. Estudou nos Seminários de Sobral e de Fortaleza e,...

Angela Gutierrez

Position: Atual da Cadeira 18 - Presidente 2019 / 2020
Por José Murilo Martins
in POETAS DA ACADEMIA CEARENSE DE LETRAS
ANGELA GUTIÉRREZ
Angela Maria Rossas Mota de Gutiérrez nasceu em Fortaleza, Ceará, no dia 23 de janeiro.
Fez curso de Letras e mestrado em Educação na Universidade Federal do Ceará e doutorado na Universidade Federal de Minas Gerais. É professora do Departamento de Literatura, fundadora e primeira coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Letras, da UFC. Foi diretora da Casa José de Alencar e do Instituto de Cultura e Arte da UFC-ICA, que congregam e administram os órgãos e equipamentos culturais, cursos e projetos na área de arte da instituição.
Romancista, ensaísta, conferencista e poetisa é autora de inúmeros trabalhos literários publicados em revistas especializadas.
Seu primeiro romance O mundo de Flora, publicado em 1990, com segunda edição em 2007, foi agraciado com o Prêmio Estado do Ceará. O livro de poesias Canção da menina, 1997, que no dizer da autora, inclui uma “coletânea de poemas, escritos despretensiosamente, da juventude à maturidade, ao toque da inspiração”, recebeu os melhores elogios, entre eles do Príncipe dos Poetas Cearenses, acadêmico Artur Eduardo Benevides.
Outras obras: Avis rara, 2001; Vargas Llosa e o romance possível da América Latina, 1996; e Luzes de Paris e o fogo de Canudos, 2006. Organizou, em colaboração com Sânzio de Azevedo, o livro Iracema, lenda do Ceará, 2005, edição comemorativa dos 140 anos de publicação do romance de José de Alencar. Ingressou na Academia Cearense de Letras no dia 7 de outubro de 1997, ocasião em que foi saudada pelo poeta Artur Eduardo Benevides.
Ocupa a vaga deixada pelo acadêmico Geraldo Fontenelle, cadeira número 18, cujo patrono é Moura Brasil. É membro da atual diretoria da ACL exercendo o cargo de Diretor Cultural.

Angela Gutierrez

Atual da Cadeira 18 - Presidente 2019 / 2020

Por José Murilo Martins in POETAS DA ACADEMIA CEARENSE DE LETRAS ANGELA GUTIÉRREZ Angela Maria Rossas Mota de Gutiérrez nasceu em Fortaleza, Ceará, no dia 23 de janeiro. Fez curso de Letras e mestrado em Educação...

Veja Mais

Diretoria, Membros, presidentes, Acadêmicos honorários, Sócios correspondentes .